Fazemos o que podemos

Quando eu tinha 11 anos de idade meu pai cometeu suicídio. Esse é um episódio da minha vida que comento muitíssimo pouco, mas hoje resolvi falar na esperança de que ajude alguém aí fora. Ao contrário de outros suicidas ele não deixou uma carta, na melhor das hipóteses o esforço das pessoas gerou um porquê…