Entendendo Almas Gêmeas

binary-star.jpg

O amor é um dos assuntos mais pedidos no meu trabalho. Por esse motivo, hoje resolvi contatar meus guias e usar minha visão espiritual para saber mais sobre Almas Gêmeas.

Elas existem? Sempre se encontram? Como reconhecer? Essas e outras dúvidas você confere a partir de agora.

*

1) Almas gêmeas existem?

A resposta é “sim”.  A imagem que os guias me mostram são de almas sendo criadas, pequenas esferas luminosas, nossas essências.

Eles me passam que são criadas almas de todas as maneiras e com todo tipo de função. Algumas delas terão a necessidade de conexão com outra alma. Não é uma alma dividida, ambas são individuais, mas existe uma afinidade tal que elas se buscam e dão origem a algo singular.

Vem a mim a imagem de um sistema estelar binário. Parece que da interação de almas gêmeas é possível que certas coisas sejam criadas no Universo.

Também me vejo que há almas que não têm essa necessidade de conexão com outra alma específica. Elas podem pertencer a agrupamentos, ou andar solitárias. São as múltiplas formas de amar, ser, existir.

Se você reparar bem há pessoas, por exemplo, que se realizam muito mais nas amizades que no amor, ou que têm diversos parceiros sem prenderem a nenhum.

O que distingue uma alma gêmea é a necessidade (que ela não sabe explicar) de encontrar seu par, é algo muito particular e profundo

*

2) O par de almas gêmeas é sempre o mesmo ou pode mudar?

Capto que o par é sempre o mesmo. Isso não impede que uma alma gêmea encarnada se relacione com outra pessoa que não é sua alma gêmea.  Porém, os guias me mostram que quando se encontram ocorre um efeito particular.

*

3) Como reconhecer uma alma gêmea aqui na Terra?

A resposta dos guias me surpreende. Eles dizem que não existe uma lista específica de sinais ou sensações que definem que você encontrou sua alma gêmea. Me parece que para uns é uma coisa, e para outros é outra, podendo inclusive acontecer de forma desavisada e a pessoa só se dar conta depois de bastante tempo de contato.

O que existe em comum, vejo que seria esse “efeito particular”: quando as duas pessoas estão juntas coisas especiais acontecem ao redor delas e na vida delas.

Também me vem que a sensação é que a pessoa conhece você e você conhece a pessoa profundamente. Existe um amor profundo, construtivo.

Não consigo enxergar almas gêmeas como algo destrutivo. A essência parece ser criar algo a dois. E por isso não há destruição entre os parceiros. A empatia os torna mais sensíveis um ao que o outro sente e por isso evitam de se machucarem. É uma ligação de alma para alma.

Por esse motivo não vejo também que um casal heterossexual (como sugerem alguns espiritualistas e religiões) seja “mais completo” que um casal homossexual ou de qualquer outro tipo.  Não está no corpo, está na alma.

*

4) Almas gêmeas podem reencarnar como amigos, familiares, etc.?

Os guias me dizem que é possível, mas isso acarreta em um “certo sofrimento”. As pessoas se sentem incompletas de uma forma que não sabem explicar. Não o tempo todo, mas em momentos de maior sensibilidade espiritual.

Eles também me mostram que às vezes confundimos uma parceria entre amigos ou familiares ou colegas, etc. Não é porque gostam das mesmas coisas ou tem muito em comum que isso quer dizer que são almas gêmeas. O que significa é que são almas “afins”. Vejo que a relação e o sentimento entre as almas gêmeas é diferente de almas irmãs.

Nessas vidas, como dito, as almas gêmeas podem se relacionar com outros parceiros. Isso pode acontecer se precisam aprender algo específico, ou passar por uma experiência de crescimento.

Embora pareça triste, os guias me reforçam que é algo extremamente temporário porque o espírito é eterno. Diante da eternidade uma vida passa rapidamente. E as almas gêmeas em algum momento voltam a viver uma ao lado da outra.

*

5) Sempre encontramos nossa alma gêmea em todas as nossas vidas?

A resposta é não. Como dito na pergunta anterior, pode acontecer que apenas um encarne, ou que reencarnem ambos sem o propósito de se encontrarem. Os guias me dizem que pode ocorrer para um “aperfeiçoamento” de questões pessoais, e que isso é difícil. Porém, a ligação permanece. Podem ocorrer encontros em sonhos.

Caso as pessoas se envolvam com outras aqui no plano físico, ao retornar ao astral o relacionamento carnal perde sentido. É como uma amizade de escola que você adorava e que na idade adulta já não vive mais ou sente falta, ou uma amizade que “muda” e depois você não entende mais como pôde ter acontecido.

Apenas o que é verdadeiro em nós permanece. E quanto mais nos espiritualizamos, mais ficamos cientes das coisas da alma e menos influenciáveis pelas coisas do corpo físico.

*

6) Pode-se fazer algo para encontrar sua alma gêmea?

Os guias me reforçam que não existe necessidade disso. Que quando retornam as duas com o propósito de se encontrarem na encarnação atual, eventualmente isso acontecerá, mais cedo ou mais tarde.

O que pode acontecer é que não se encontraram ainda porque precisam viver coisas específicas, ou amadurecer em algum sentido. Quando ambos estão prontos, o encontro acontece.

Por isso os guias me reforçam que devemos cuidar de nós mesmos, do nosso desenvolvimento pessoal, e especialmente vivermos bem. Eles dizem que encontrar um “modo de viver” bem é um dos principais objetivos de passar pela encarnação.

Vejo depois a imagem de uma vela acesa. Nisso me vem que é possível que pela intenção de encontrar a alma gêmea colocada à espiritualidade (dentro da sua crença ou religião) pode fazer com que você vivencie sinais, experiências, coisas, que irão preparar você para esse encontro. Isto é, você se alinha melhor ao futuro encontro.

*

Isso foi tudo o que vi e senti. Espero que tenham curtido!

Foi possível entender que se pode ser muito feliz (da forma como se sonha) no amor, mesmo que não seja com sua alma gêmea. Mas que as almas gêmeas têm um efeito particular sobre a realidade quando estão juntas. É uma sinergia, a soma sendo maior que as partes.

Quero aproveitar para acrescentar algumas coisas da minha observação.

  • Não é porque se encontrou uma pessoa de vidas passadas que ela seja sua alma gêmea.
  • Também, não é porque você pensa obsessivamente em alguém que ela seja sua alma gêmea.
  • E também não ter encontrado sua alma gêmea não quer dizer que você precise sofrer em todas as relações.
  • Não vi em nenhum momento que você nasce com algo faltando que só se completa com a alma gêmea. Parece mais com algo que cresce mais junto da alma gêmea.

O que os guias me reforçaram muito foi o campo do sentimento e da experiência.

Se você sente lá no fundo do seu coração que você nasceu para encontrar alguém, e isso é algo que frequentemente vem até você, é provável que você tenha uma alma gêmea. Você sente o chamado. Mas se tornar obcecado com isso não vai forçar o Universo a trazer essa pessoa “antes”.

Abertura é o lema em todas as coisas do espírito, tudo a seu tempo, e vivendo bem o quanto possível.

Agradeço a todos que colaboraram com dúvidas para a construção deste texto.

Paz e Luz sempre!

E você, o que está pensando?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s