Dificuldades do Início de 2014

Raios de Sol

Como tradição eu sempre escrevo algo sobre o ano que está chegando. Porém, neste verão eu decidi fazer algo de diferente. Resolvi falar conforme as coisas estejam se aproximando, e com isso atualizando mais o blog.

O Ano da Força

Pois bem, anterior ao início desse 2014 eu já estava captando algumas de suas características, no entanto a que me chamou mais atenção foi sua qualidade de “força”. Antes de explicar mais, quero dizer que esse será um ano excelente pra construções, consolidações, empreendimentos – o material está favorecido, e há uma aura bem positiva. Mas, como sabemos que toda promoção às vezes é boa demais pra ser verdade, também existe um outro lado (sempre tem, não é?). Imagine que quanto mais a luz se intensifica no nosso mundo, maior e mais definida fica a sombra. Esse é um processo natural, simplesmente acontece, faz parte da nossa evolução e precisamos aprender a lidar com ele.

Voltando à vaca fria, o ano de 2014 tem então essa vibração de força. Isso representa potência. Tudo é intensificado, estruturado, fortalecido. E quando eu falo “tudo” eu quero dizer tudo.

Como eu costumo falar com os meus clientes e amigos, há uma realidade fora de nós e que é criada e recriada a partir do nosso ser. É como se algo “fora” viesse e lesse o que está escrito na nossa energia. Então, com a receitinha copiada, o Universo faz acontecer de acordo com o que sentimos, pensamos, acreditamos, etc. Agora veja você, temos esses períodos “coletivos”, onde fica favorável a certas coisas acontecerem, e entramos todos no mesmo barco. Num período de força e poder, o que quer que esteja aí dentro, vai ganhar esses atributos. E se você for como eu, uma pobre alma ainda em evolução, aos trancos e barrancos, não vai ter só coisas positivas pra serem amplificadas.

As Dificuldades

Pegue aquele seu velho problema mal-resolvido. Depois, encha ele de luz e dê muita força. O que acontece? A mesma coisa que entupir a massa do pão de fermento e calor. A coisa cresce a olhos vistos. O que eu tenho percebido é que nessas semanas muitas pessoas estão tendo de lidar com pontos bem frágeis de suas vidas. Justamente aquilo que elas menos gostariam de lidar está se apresentando como uma visita inconveniente.

A grande lógica é que, se você deseja uma vida melhor e mais feliz – e quando a luz entra ela tem por si própria esse direcionamento – ela vai mexer com você. Então, não se desespere se você andou dizendo por aí que seu ano novo foi maravilhoso, mas no fundo foi um saco, e você de lá pra cá só sente que a coisa desandou… Fique contente: você está alinhado com a coisa toda.

O problema aqui é justamente conseguir encontrar a agulha no palheiro. Os tipos de problemas surgindo em 2014 são como entraves que sempre te impediram de chegar onde quer. De maneira que você tenha uma prosperidade luminosa com força, isso vai tirar do seu caminho o que não está favorável. Então, de novo, “mexe”. O início deste ano ele começou favorável a mudanças. Quando falo mudanças não quero dizer você alternar seu humor, eu falo de modo concreto: emprego, relação, planos, cidade, condições. Somente muita força consegue romper padrões e não é à toa que está mexendo onde estava a zona de conforto (mesmo que isso significasse estar habituado à dor e ao desconforto).

Socorro, e agora o que eu faço?

Antes de tudo é preciso aceitação, pois não adianta chorar sobre o leite já derramado. Como se diz por aí: “agora, paciência”. Mas não só isso. É muito necessário que você acesse seus recursos de sabedoria e intuição de modo a conseguir encontrar o ajuste, a ação, que você ainda não foi capaz anteriormente. Ora, tudo o que repetimos, não importa se veio da infância, de outra vida, ou de ontem, configura o que se chama karma. O karma não é uma fatalidade, ele nada mais é do que uma música insuportável que alguém esqueceu ligada no “repeat”. A princípio ela é tolerável, mas quanto mais acontece, pior fica, até que cansamos. É sempre quando nos damos conta e cansamos de uma situação que conseguimos ter força e, principalmente, boa vontade de mudá-la – é o ponto onde topamos qualquer negócio.

Sobre recursos de sabedoria e intuição: sonhos, encontros com amigos, o primeiro pensamento ao acordar, mensagens do facebook, amigos ou professores espirituais de sua confiança… A melhor maneira é não forçar, mas manter firme o objetivo de encontrar o sentido da experiência e ficar abertos, receptivos, para que esses sinais de direcionamento venham. E também, o seu mal-estar sempre indica que não é deste jeito, desse modo, neste lugar, com essa pessoa, nessa atitude, etc. Há algum desses pontos que precisa ser alterado pra parar a repetição, portanto é útil ver onde e diante do quê seu mal-estar acontece aí dentro do seu peito.

Se existe algo forçando as coisas a aparecerem, trazendo à tona, lembre-se de que esse mesmo “algo” é capaz de produzir essas pistas sobre como(finalmente) sair disso. Então esse desagrado seu, que você vem sentindo, nada mais é do que um processo natural. O ruim seria se você ficasse parado no tempo, ou ignorasse. Mas se você está lendo esse texto é porque já tem condições de começar a aproveitar os fluxos de energia coletiva pra se ajudar e ajudar aqueles à sua volta. Confie!

Esse impulso, que faz surgir o problema é o mesmo com poder de te dar energia para destruí-lo. Num segundo período, por conseguinte, chegará o momento no ano em que será possível “erguer” começos muito interessantes e inteligentes – mas este será assunto para mais adiante.

Muita Luz!

*

Curta a minha página no Facebook: NOVA, e acompanhe minhas mensagens (quase que) diárias!

2 comentários Adicione o seu

  1. claudia disse:

    Adorei Rafa, não é atoa que espiritualistas, e holísticos, todos ligados a está área e acreditam na reencarnação, dizem que é nosso grande momento de transformação, e quem está atento, está buscando. Obrigada.

  2. P disse:

    Pois eh, guri…encontrei o q eu precisava ler, do jeito certinho. Obrigada por isso…
    espero ainda ‘ler’ te muito…

    sim, sou a mesma q comentou antes, a paulistana estranha.

    Estou mais tranquila neste momento. Q coisa,,,faz semanas q estou buscando isso
    quem dera poder contar aqui, pra um ‘estranho’ desfiar o rosario, tudo aquilo q a gente sabe como eh…
    mas isso nao ajuda tb, e menos ainda se estou no meio do caminho, ne…

    Q chova manso sobre sua cabeca
    como eu amo q chova sobre mim:
    aquela chuva mansa, silente, bem doce de fim de tarde de sol
    q alivia, refresca e liberta a alma.

E você, o que está pensando?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s