O Começo da Prosperidade

Este texto está disponível em Áudioclique aqui.

As pessoas têm uma ideia um tanto equivocada de que uma pessoa altamente espiritualizada necessariamente é pobre ou abdicou de todos os bens materiais.

Na verdade, o que acontece é que a maioria das pessoas altamente espiritualizadas simplesmente têm interesses diversos, e dificilmente estão preocupadas em lucrar ou obter coisas. Elas não se importam muito com isso, e portanto seu repertório financeiro reflete essa condição. Mas isso não é um motivo para você deixar tudo que é seu de lado, ou o que sonha em conquistar, a menos que você queira fazer isso.

É plenamente possível, então, que você tenha uma boa jornada espiritual e concomitante a isso um bom desenvolvimento material – sem culpas ou censuras. Acredito que o principal ponto para começar a ter prosperidade, é na realidade muito simples: sentir-se grato.

Quando você tiver um momento a sós consigo mesmo, ou estiver em suas orações e preces, reserve um pouco do tempo para desenvolver o sentimento de gratidão. Não me refiro a pensar em ser agradecido, mas em conseguir evocar dentro do peito aquela sensação de que realmente “nossa, eu me sinto profundamente grato”. Esse é o início de tudo.

Às vezes é difícil encontrar um bom motivo pra se sentir grato, especialmente quando estamos em meio a experiências ruins, desafiadoras. Comece devagar… Olhe para dentro, busque sua alma, agradeça por ela. Mais tarde, vá estendendo sua gratidão a todas as coisas, e enfim a seu trabalho, ao dinheiro que você conseguiu, às oportunidades que surgem.

Voltando às pessoas altamente espiritualizadas que vivem ou que viveram em nossa Terra, lembremos que elas podem não ter constituído Impérios ou grandes empresas, mas nunca faltou a elas algo para as ajudar. A gratidão destes Mestres sempre lhes trouxe mais, assim como lhes trouxe mais tarde condições de até mesmo vir a direcionar coisas às pessoas. Recordamos Jesus transformando água em vinho, ou então o milagre da multiplicação que alimentou uma multidão faminta!

Vou repetir: não adianta você mentalizar coisas novas e boas, ou então querer um bom emprego, e pedir isso ao Universo, se em primeiro lugar você não passou por essa etapa tão básica que é aprender a irradiar gratidão. Ao irradiar a energia da gratidão, você recebe mais motivos para se sentir grato.

A espiritualidade de uma pessoa se traduz principalmente em seus gestos, e no modo como seu coração lida com as coisas. Se você tem um coração bom e sente que precisa desenvolver algo no mundo e que se relaciona mais ao lado material, sente que tem um dom pra isso, pode ser que Deus esteja agindo através de você para realmente construir algo. Consequentemente, através disso ajudar mais pessoas. Nós somos em última instância os braços e as mãos do plano espiritual. Se fôssemos bons e esforçados na prática do bem, do amor, nosso mundo seria bem melhor – e muito mais rico em todos os sentidos, inclusive materialmente. A arca de Noé não se construiu sozinha (e nem de graça).

Para prosperar lembre-se da gratidão, e peça a Deus sinais para onde seguir a fim de conquistar seu espaço. Sinta a gratidão como uma energia, que está bem próxima da energia do amor.

E que Ele ilumine a todos nós!

E você, o que está pensando?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s