A Avó do Mundo

Desde que tenho trabalhado nesse “serviço de comunicações” com os espíritos, há sempre uma entidade que se manifesta apenas ao final, como se viesse para encerrar o trabalho. De princípio, havia uma grande dificuldade de sintonizá-la, e com o tempo o contato com ela tem se tornado mais fácil.

Na primeira vez que a “recebi”, demorou até que conseguisse dar passagem aos seus pensamentos. Uma segunda vez, ela falou muito pouco. Contudo ao longo das semanas, não só se tornou mais ágil e rápido este processo, como da última vez em que estive com ela, percebi que inclusive passou a movimentar as mãos quando necessário. Numa noite em especial ela veio no momento do passe, antes do encerramento, e fez uma oração enquanto energizava a pessoa.

Quando estou com ela é como se eu entrasse num ponto obscuro de mim mesmo, onde sinto suas palavras fluírem. A maior parte das vezes recordo muito pouco… Exceto pelo fato de que quando ela se comunica normalmente vejo imagens sobre as coisas que fala, e então essas imagens são as coisas que consigo reter. Depois quando compartilhamos as comunicações elas sempre servem para complementar o “texto” falado.

Ela nunca se identificou por algum nome, mas percebi que ela é um tipo de mentora do grupo. É como se ela abrisse um tipo de portal que permitisse às entidades sua comunicação, e no final ela o fecha e a maioria delas vão embora ao mesmo tempo. Há uma luz muito forte e então quando termina sua fala sei que está encerrado e estamos só nós ali. Uma vez vi a cidade onde vive, e percebi que está muito longe da crosta e conta com pessoas que durante a vida foram muito religiosas.

Algumas poucas vezes falou sobre si, e disse coisas como: “Eu que fui conhecida como a avó do mundo”, ou “Que tive a honra de ser conhecida como mãe das mães.” Também já disse: “Eu já vivi entre vós, senti as dores do mundo, os sofrimentos da carne. Vivi entre diversos povos do mundo”.

Suas comunicações sempre me surpreendem um pouco e trazem um novo modo de ver as coisas. Da última vez, na terça-feira passada, ela ilustrou um ensinamento… Explicou que há muitos anos na Judeia, as pessoas celebravam com Jesus. Ela me mostrou o povo em festa, alegre pela presença de Cristo, pois era como se quando ele estivesse perto a esperança se renovasse e houvesse felicidade.

Eu, pessoalmente, sempre fui acostumado a pensar na vida de Jesus e suas reuniões como algo sério e um tanto soturno ainda que profundo. Mas faz sentido mesmo, especialmente por eu ter visto. Na minha visão havia uma grande multidão, mas eu não pude ver exatamente Jesus e sim uma figura luminosa que estava no meio e bem mais ao fundo. De fato, um clima de celebração da vida.

Em outra vez, ela falava da importância que a despeito da adversidade nós encontrássemos o nosso caminho e o seguíssemos com alegria. Que Deus abençoa quando estamos alinhados com o que viemos manifestar no mundo, a prática dos nossos dons que nos leva à evolução espiritual e também ajuda o mundo a evoluir. Estar alegre, se sentir feliz, é trilhar no caminho da alma, se realizar a partir de seus dons pessoais. Ademais, ela sempre recomenda preces pela evolução do mundo em que vivemos.

Um particular a respeito dela é que normalmente sua energia tem uma adorável coloração lilás muito bonita, envolvente. Quando posso lembrar suas palavras, sempre sinto que minha fé se fortalece. No dia do referido passe, ela disse com as mãos sobre a pessoa: “Deus, aqui apresento teu filho!”.

Neste ponto, recordo que a Irmã Maria Clara às vezes recebe autorização para se comunicar. Neste último dia também, em ressonância com o tema das comunicações, ela comentou que quando Deus disse que se fizesse a luz, criou com isso um Universo. E que sobre a Terra, se for o desejo Dele, não existe nada que não se moverá… Isto é, que a fé no Pai Maior é um sustentáculo para a alma.

Este foi mais um relato das minhas experiências. Fecho-a comentando que a avó do mundo realmente se comunica com trejeitos e a voz de uma senhora de idade. Uma de suas vidas parece ter sido na África, que me pareceu ser uma coisa assustadoramente antiga, e depois trilhou fisicamente e espiritualmente por outros povos do mundo.

Sou muito grato por poder aprender com ela mais sobre a espiritualidade!

E você, o que está pensando?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s