2010

O Nascimento de Vênus (Bouguereau, 1879)

Depois de muito tempo de inatividade, resolvi escrever aqui no blog, pra atualizar e comentar a respeito das impressões que tenho a respeito deste novo ano que acaba de nascer como realidade para todos nós.

Como sensitivo, tenho a dizer que 2009 foi um ano duro para muitos de nós, e as pessoas experimentarem no geral acontecimentos dificultosos. Entenda que a energia que impulsiona estas coisas são sentidas primeiramente pelos seres mais sensíveis e depois se propagam… Talvez por um efeito de atraso muitas pessoas vão ainda passar pelo que alguns já experienciaram no ano passado (eu diria a maior parte da população ainda). Quanto mais fechado e inflexível o tipo de consciência, maiores as chances de que isso aconteça em forma de acidentes ou fortes decepções.

Isto tudo porque estamos sendo provados e pressionados e sermos verdadeiros em relação à nossa natureza. Portanto, nossa parte “sombria” (aquela inconsciente e onde jaz tanto defeitos, quanto qualidades, potenciais e conteúdos tortos entre outros), necessariamente tem se projetado para fora, e nos visitado com frequência a fim de que a tomemos e a coloquemos em algum sentido.

Aos que atravessaram o ano anterior, aqui estão as considerações a respeito de 2010:

Um ano de encontros

O que 2009 trouxe de rupturas, 2010 contornará com encontros e reencontros. Pode-se esperar uma mudança grande na área social e afetiva, ainda que neste início propriamente de janeiro ainda estejamos num tipo de bolha – internalizados. É provável que em 2010 surjam grandes amores, ou grandes reconciliações. Os laços humanos estarão fortalecidos e favorecidos e isso será muito necessário pelos acontecimentos vindouros.

Um ano de responsabilidade

Imagine que esteja numa sala, num tipo de reunião. Os alunos – nós, já adultos, sendo cobrados pelo que fizemos. Se em algum momento passou pela mente a imagem do Julgamento Final, talvez se possa dizer que ele estará se materializando com bastante força nos próximos meses (antes mesmo para alguns mais sensíveis, tardiamente para outros). Mas entenda que isso não necessariamente diz respeito a culpa ou absolvição, mas sim a colhermos e encararmos objetivamente o que fizemos como seres individuais e coletivos.

Igualmente num nível profissional, as pessoas serão colocadas no local onde deverão estabelecer seus trabalhos num outro nível.  Um novo tipo de rumo se delineia no que diz respeito ao trabalho, especialmente no fim de 2010.

Um ano de respostas da natureza, mistério e política

Podemos esperar para este ano diversos acontecimentos envolvendo mudança climática. O clima estará doido e muitos estragos vão acontecer do começo até o fim. Em muito maior número teremos estas variáveis climáticas se alterando e causando prejuízos e pequenas coisas quebrando ao redor do globo.

No campo intelectual podemos esperar algumas revelações para aqueles que estão habituados a coisas misteriosas – algumas começarão delicadamente a serem expostas em mídia. Aos poucos uma aceitação maior vai surgir no coração das pessoas… De qualquer modo, ao contrário do que se pensava, isso não altera muito os rumos dos acontecimentos.

A nível político teremos um cenário dificultoso e a diplomacia precisa estar no topo das prioridades. No campo mundial podemos esperar mais para maio ou o meio do ano algo envolvendo o Oriente e um país da América. Será exigido o posicionamento de muitas nações.

Um ano de sombra

Jesus falava que nos últimos dias o coração de o amor de muitos esfriaria. Fica aqui um alerta. Precisamos resgatar a humanidade que existe dentro de nós e finalmente sermos corajosos o suficiente para começarmos a nos preocupar com as questões básicas evitadas cotidianamente:

Qual o sentido da vida?

O que acontece depois que morremos?

Para que estamos aqui?

Forçosamente precisaremos de maturidade para responder, buscar uma resposta, ou nos prontificarmos a aprender através das lições da vida.

Conclusão

Em 2009 a humanidade chegou a um patamar onde ainda era possível modificar algumas coisas, e responder por coisas dos antepassados. Mas em 2010 demos um salto ao desconhecido e a Terra está exposta como nunca a diversos tipos de comunicações. Tanto poderemos receber positivas quanto negativas, mas o poder da oração será muito útil. Como um ano primariamente regido pelas relações – seja entre pessoas, com a natureza, consigo próprias – e pelas reações e consequências que advém delas, podemos encontrar aqui uma pista sobre como prosseguir na escalada. Qual o próximo passo? Ainda não sei, mas em breve saberemos.

Bem-vindos a 2010.

2 comentários Adicione o seu

  1. Estava esperando ansiosamente por seu post deste início de ano. Aliás sempre passo aqui em busca do que tens a dizer.
    bj e um felíz 2010 pra ti

  2. Nyna disse:

    É, sempre que o tempo passa, coisas se reorganizam lentamente- ou não.
    Acredito que a mudança sempre irá acontecer, independente do ano ou das catástrofes naturais.

    O ser humano muda sempre, e para melhor.
    Isso dá uma certa esperança, para minha consciência, que sempre se deixa levar pelos velhos hábitos.
    Talvez ficar rígidos à essas novas mudanças, pode ser um prólogo de longos sofrimentos desnecessários…Talvez escrevendo isso, possa firmar mais esse conceito. Estou em épocas de mudanças. E acho que preciso responder à algumas perguntas que tenho feito ultimamente…rs

    Gostei do seu site,- ou blog?!
    Um grande abraço!

E você, o que está pensando?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s