A Rosa

Antes de continuar a postagem, gostaria de pedir desculpas pela ausência. Da última vez que postei a idéia era de que ao menos toda quarta-feira houvesse um novo material aqui no blog, entretanto na prática percebi que as coisas não funcionam bem assim. De qualquer forma, toda vez que houver necessidade cá estarei não importa o tempo ou a hora, para passar a diante as mensagens necessárias.

Rosa Branca

Sobre nós ecoam tempos difíceis. São tempos difíceis estes que nos cercam.

Digo “eco”, pois nada de novo têm ocorrido senão tudo aquilo que um dia se imaginou pudesse ocorrer. Digo “imaginou”, pois diante de todo ato desarmônico, há sempre um segundo de vislumbre… Há sempre capacidade de pensar sobre tudo o que nos poderia incomodar, se aquilo que fazemos nos fosse também feito. O homem é capaz.

De todas as coisas que temos visto, de nada mais adiantam os avisos. Dentro dos campos da ciência propagada, nada escapa à investigação humana sem que se chegue às causas técnicas, morfológicas, teóricas, de tudo que possa ocorrer… As emoções entorpecidas da humanidade parecem acender apenas frente aos grandes e numerosos desastres, ignorando as pequenas calamidades do dia-a-dia – estas tão graves quanto as outras.

O evento não mais sugere ou significa, ele apenas é. E desse modo, por não ouvir no silêncio do coração a voz da vida, há medo e raiva, o “ranger de dentes” anunciado se estabelece entre vós.

Vemos o homem da Terra perdido, e perdendo-se a todo instante. Num mar de possibilidades, eis que escolhe o mal… E o mal, não se escolhe por maldade, mas sim por ignorância de não saber o que é o bem, e nem o seu poder.

Na idéia do imediatismo, do viver apenas o agora, conseguem também iludir-se sob a máscara de que pensar no amanhã conduz a não aproveitar o momento. Ora, sabemos bem que isto ocorre não para crer nas oportunidades, e sim porque num século de resgate de todas as coisas que já foram ditas – boas ou descuidadas -, o homem foge da sua pergunta mais feroz:

“O que será depois?”

Cá, vemos que fugindo nos prazeres do momento, esquecem os pequenos irmãos e filhos dos corações luminosos, que carecem ver o futuro. Após o sucesso no trabalho, nas finanças, após os filhos, após os netos, após as promoções, as festas, o namoro conseguido, a conta paga, o baile findo… Nada há que pareça responder: “E depois? Para quê?”.

A visão espiritual tão apagada, não responde ou vislumbra. O desespero oculto já ameaça há muito vossos corações, que mais nem sabem exatamente o que poder colaborar por um mundo melhor.

O homem não pensa no amanhã, simplesmente porque não sabe o que pensar. Refugia-se em diversos prazeres errado do agora, ignorando suas possibilidades.

Ah, se todos pudessem despertar!

Venho hoje vos falar, nós que aqui estamos, de que agora mais do que nunca, se faz necessários vigilância e oração. Os acontecimentos mais voláteis do que nunca, não mais permitem a segurança do prever por meio dos cálculos e teorias. É chegado um tempo onde confrontar-se-ão todas as coisas estabelecidas, pois entrarão em choque com o homem.

Os sistemas falidos não mais abrangerão a compaixão. E pela perda da compaixão, a sombra se faz no coração dos seres. O carinho, a virtude do bem-fazer pelo seu próprio mundo – aquele que se propaga ao seu redor, na sua casa, no seu ambiente – se desfaz.

Nas próximas semanas veremos ainda o turbilhão ao qual está mergulhado o planeta. Mas, queridos, fé! Pois que vosso mundo e vossa vida, através de Deus, protegem a todos aqueles que estão maduros e despertos para o sentido da jornada.

No momento vindouro, como o desabrochar da rosa, será necessário propagar um perfume sobre a humanidade ferida. Entretanto, por apenas verem os espinhos, não mais conseguem enxergar o brilho que se esconde por detrás dos detalhes…

A rosa simboliza a saída deste túnel, e que aqueles que podem, possam então compreender este símbolo.

Que Deus esteja conosco, em nós! Assim Seja!

E você, o que está pensando?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s