O Que É Mediunidade

Mediunidade

Mediunidade é a capacidade que o homem tem de exercer e perceber estímulos em frequências sutis ou energéticas.

Através dessa faculdade, inata em todo ser humano, ele recolhe informações provenientes dos outros seres e das vibrações que estes exteriorizam, bem como dos ambientes e de outros tipos de influências.

Comumente, ela é vulgarmente conhecida como intuição. Todo ser humano consegue em determinados casos ter intuições acerca de como deve proceder ou mesmo do resultado provável de suas ações; elas são mensagens do próprio ser (de sua parte mais elevada e por vezes inconsciente) ou da sabedoria de outros seres – encarnados ou não, ambientes e energias, benévolos ou malévolos

Comparado a um instrumento tecnológico, a mediunidade é como um captador de ondas e freqüências… O “médium” as pode sintonizar, recebê-las, e decodificá-las nas mais variadas expressões – que constituem os tipos de mediunidade.

É importante ressaltar que não estou considerando o médium apenas como intermediário entre homens e espíritos, mas como um homem que consegue captar sim influências externas, mas também por vezes influências internas que jazem nos arquivos obscuros de sua alma – e que também constituem sabedoria ou ignorância, estímulos bons ou mesmo nocivos.

A mediunidade é portanto, antes de qualquer coisa, uma espécie de faculdade ou mesmo sexto sentido, que se expressa de diversas formas. Existem aqueles que ouvem coisas, outros que vêem, outros que escrevem, outros que desenham… Outros que curam e outros que pressentem, entre tantas variedades.

A maneira como o ser expressa esta hiper-sensibilidade depende da capacitação do seu organismo; de mecanismos que estão ligados ao todo que lhe forma e constitui, indo além do físico e integrando-se à emoção, mente, espírito… De acordo com cada indivíduo e de suas particularidades, haverão aqueles que captarão mais e os que captarão menos; cada qual dentro da sua manifestação própria.

É óbvio que quanto mais elevada a alma, tanto mais sua vibração será elevada – intensa. Dessa maneira, aquele que têm bons sentimentos, intenções puras, se encontra não apenas mais “protegido” contra as frequências mais baixas – visto que não se afiniza com elas – mas também está agregado ao mecanismo harmônico universal.

Por outro lado, quanto mais egoísta, mesquinho, carregado de sentimentos negativos, tanto mais vai se afinizar não apenas com os seres de igual freqüência (encarnados ou não), mas também com locais, objetos, situações e acontecimentos. Grafo estes dois últimos, porque a vida age e reage dentro daquilo que cada um manifesta.

Não se pode considerar o exercício da mediunidade como uma missão de alguns seres “especiais” que precisam manifestá-la . Todo ser humano deve prestar atenção à sua sensibilidade, e trabalhar com ela a fim de ter uma aliada no seu processo evolutivo. Ainda dentro deste raciocínio, estando afinizado com suas potencialidades, tão logo naturalmente procurará utilizar sua capacidade no auxílio ao próximo, a si mesmo e ao mundo. Deve se tornar consciente do seu processo, para ser capaz de usufruir do livre-arbítrio.

“Trabalhar” com a mediunidade não significa apenas utilizá-las nas reuniões religiosas, doutrinárias ou etc. O ser precisa aprender a usar seu lado sensitivo em seu dia-a-dia, pois uma vez que é mais sensível, tão logo mais intensos os sentimentos e processos pelos quais passa. É responsabilidade sua buscar seu equilíbrio.

Toda pessoa com mediunidade mais ostensiva deve exercer um esforço no sentido de compreender a si mesmo e à sua situação. Igualmente, pela sua natureza sensível, perceber o sofrimento do próximo e de si mesmo, escutando o coração e procurando sua maneira de ajudar. A mediunidade não é exclusividade de religiões ou doutrinas, ela está além, está presente no dia-a-dia, em funcionários, donas-de-casa, professores, etc.

Alguns captando energia, conseguem se transformar em verdadeiras ferramentas. São aqueles que nos surpreendem, que mostram gostar do que fazem, que cativam e chamam, interessam, prendem a atenção… Estes trabalham em harmonia com seu coração, e sua sensibilidade está trabalhando sim, inclusive para a espiritualidade – pois a espiritualidade não se restringe às salas religiosas ou doutrinárias, mas é parte de um todo, apenas não percebemos mais porque estamos imersos num mundo ilusoriamente restringido ao físico.

Outros não apenas usam sua sensibilidade para o mal, mas exalam energias baixas que matam plantas, fazem adoecer, deixam o próximo com mal-estar e se sentindo sugados. Sua aura é pesada e a presença destes por si só já provoca desânimo. Recebendo e captando influências, mais ou menos perfeitamente, de fontes más, podem por vezes galgar degraus ao poder e constituir impérios nas posses, na família e relações… Dominando e oprimindo, controlando e destruindo até que pela Lei Maior seu tempo se cumpra aqui ou lá.

O homem precisa parar de estabelecer divisões entre planos de existência, corpos e conceitos. Neste sentido a mediunidade faz parte do ser, bem como o plano espiritual se estende a todo lugar e se mescla a todas as coisas. É necessário despertar para o que está acontecendo.

Não apenas o dito “médium” deve desenvolver sua conectividade ao divino e se reintegrar ao Todo e a Deus – nestes momentos agindo como um “mensageiro“. Esta ação deve ser hábito e objetivo dos seres da Terra (a re-ligação), visto que pela falta de integração ao Bem, estão muitos se condenando à repetição e sofrimento.

Nestes tempos últimos, o homem terá sua faculdade de percepção bombardeada cada vez mais intensamente. Ele mesmo vai externar e receber com rapidez cada vez maior, tudo o que “plantar“. Chegará logo o momento em que será obrigado a olhar para dentro de si mesmo e compreender. Mas àqueles que captam com mais intensidade, os chamados, fica a necessidade de desde já manifestarem aquilo que suas essências vieram fazer aqui.

Todo homem tem em sua alma um sopro divino que lhe pede, “faça”. Neste fazer, o Deus interno cria com prazer naquilo que habita o desejo mais profundo. Se acolhe o caminho, é feliz. Se foge, encontra a perdição, até que torne a se encontrar.

O médium é um receptor e transmissor. Quanto mais aprender sobre como se processa este mecanismo, tão mais poderá estar seguro. Quanto mais se melhorar, mais altas freqüências poderá alcançar… Entretanto todo equipamento que não funciona, se torna vazio e sem vida. Da mesma maneira, não é pedido ao médium que se torne P.h.D. e Mestre, mas que além de seu estudo seja capaz de aprender a lição mais difícil:

Amar verdadeiramente.

“Viver é um caminho de luz e sombras. A luz é delineada pela sombra; a sombra mostra a intensidade da luz. Sem conhecer sua sombra, não se pode dizer que se conhece por inteiro sua luz. Sem exercer sua luz, não se poderá eliminar as sombras. Feliz daquele que aceita a si mesmo, se ama, e se respeita… Este naturalmente é capaz de exercer sua Vontade, e principalmente, capaz de reconhecer no próximo um reflexo de si mesmo, irmão único em sua necessária escalada pessoal.”

Mediunidade é escutar com o coração, tudo aquilo que não é dito; é por vezes falar, sem palavras; é amar. O homem é um médium e igualmente o médium é um homem, não se pode fugir desta equação. Age e reage sobre si mesmo, atrai e propaga aquilo que é.

24 comentários Adicione o seu

  1. Edu disse:

    Rafinha, gosto muito da clareza com que você entende tudo isso. E mais ainda por não ser um espírita-xiita! 🙂 Beijo!

  2. Claudinho disse:

    Oi, logo que me deparei com seu antigo blog, passei para esse novo…. Muito profundo ein…. “Mediunidade é escutar com o coração, tudo aquilo que não é dito; é por vezes falar, sem palavras; é amar.” … e bonito também! Show.
    Tomei a liberdade de adicionar seu link no meu blog que estou começando agora. (http://joanadarc.wordpress.com). É um blog meu, mas em homenagem a Joana d´Arc.
    Sucesso e Paz.

  3. maria da conceição lemos disse:

    gostei muito de ler esta pagina, porfavor preciso saber mais sobre mediunidade.

  4. marcia de fatima martins disse:

    gostei muito desta pagina
    mas gostaria de me a profundar
    mas deste assunto
    eu não sou espirita,mas me cinto
    facinada com esse assunto.

  5. juliana disse:

    é lindo ser medium

  6. Antonio Carlos Arantes Bernardes disse:

    Gostaria que indicasse o Livro dos Médiuns de Allan Kardec para os que querem saber um pouco mais sobre MEDIUNIDADE.
    É muito importante por ser a maneira que o Grande Arquiteto do Universo usa para criar e gerenciar o Universo. Um Tríplice e Fraterno Abraço.

  7. eliane disse:

    ola gostaria de saber se existe encosto em pessoas !!!! espiritos baixosss algo assim e o que fazer paar isso desaparecer obrigada

  8. emanuely disse:

    gostei muito, bem na verdade todos nois temos essa facudade ou seja mediunidade , só que tem pessoas q sua mediunidades são mais afloradas q outras. Na minha opinião é inimigos e existe varios graus de evolução, espiritos trevossos todos nois temos , se não naun estariamos aki na terra , mais naun somos melhores nem piores do q o outro. Bem nosso pai amodo de infinita bondade , nos fez simples e ignorante, bem espiritos não desaparecem , e vc sabe qual é o nosso pior inimigo? qr saber qm é? somos nós mesmo, pelas nossas atitudes e esntre outros.
    bem se a Senhora quiser saber mais , nos convidamos vc para entra na doutrina Espirita.
    bjussssss

  9. jackeline de farias barbosa disse:

    na realidade achei esta reportagem muito interessante, pois há algum tempo a mediunidade vem me perturbando e sempre procurando o equilibri, se para viver bem tiver q, desenvolvê-la farei com certeza, pois escuto ruidos, tenho sexto sentido e o ambiente interfere sobre mim, e já tive varias mensagens psicografadas. Quero ajudar e me ajudar também.

    1. Rafael disse:

      Jack, tenha sempre em mente que sua característica de sensitiva não é sinônimo (apenas) de missão espiritual , mas um sentido e uma ferramenta capazes de engrandecer sua vida como um todo. Busque se informar, se conhecer, e o apoio para encontrar a melhor forma de usar seu dom – espero que o faça por um mundo melhor. Um grande abraço!

  10. angelo nobrega disse:

    Adorei a materia , gostaria de saber mais sobre mediunidade ,parabens!!

  11. kleyton bezerra da silva disse:

    olha gente boa noite eu sou o kleyton so vim ressaltar uma coisa medium nao esta presente so na religiao espirita
    e sim em seu dia-a-dia claro q em cada um de nosso interiores.
    ser espirita nao te faz entender mais ou menos do assunto
    é so uma das maneiras de se concientissar com tudo isso q esta a sua volta …

    entao nao emporta q caminho siga sempre avera um medium dentro de vc

    boa noite vlw gente !

  12. Pri disse:

    UM DOS MAIS COMPLETOS E SENSÍVEIS TEXTOS QUE JÁ LI SOBRE A MEDIUNIDADE. PARABÉNS PELO TRABALHO, COM CERTEZA SEREI ASSÍDUA AQUI NO SEU ESPAÇO. : )

  13. Soana Marília disse:

    Sempre me interessei por esses assuntos, tenho 17 anos, mas ontem descobrir q sou médio,
    ainda estou sem reação, n sei o q faço? minha mãe é muito católica, e ainda n falei pra ela.
    estou com muito medo de tudo isso…

  14. xReeDx disse:

    Eu descubri quando eu começei a namora com uma menina q era medium tbm e descubri q tinha isso quando chegei perto dela agora descobri oq e ser médium xD

  15. Ana lopes disse:

    Adoro todo que é relacionado a médiunidade,descobri a pouco tempo que era médium,mas ainda não sei lidar muito bem com o assunto.Por isso gostava muito de aprefundar mais conhecimentos sobre o assunto médiunidade.O seu saite é maravilhoso muito obrigado.

  16. Mauro Angelo Thomazzoni disse:

    Desenvolver a mediunidade,e´encontrar o verdadeiro sentido em tudo,é aprender a lidar com a felicidade e também com o sofrimento,po isso precisamos nos fortalecer para sabermos aceitar eventuais surpresas.

  17. maria jose geronimo disse:

    amei pois estou educando minha mediunidade e agradeço todo dia a DEUS por estar desenvolvendo esta dadiva que DEUS mi abençou muita paz bjsssssssssssssssss

  18. lilian da silva lopes disse:

    Otimo, exatamente o que eu esperava ler, estou passando por esse processo de conhecimento, estou indo a uma casa espirita, sinto uma paz imensa, mas tb fico muito sonolenta,as vezes frio, calor, triste…passei por dores muito fortes e cresci muito com elas, aprendi realmente que Deus escreve certo por linhas tortas, que o tempo dele não é o mesmo meu, sempre soube que ele é o senhor de tudo, mas hoje sinto isso, quero poder passar coisas boas para as outras pessoas e diminuir pelo menos um pouquinho as dores dessa vida… eu vou aprender a me conhecer…estou me desenvolvendo. obrigada

  19. Douglas disse:

    Eu “descobri” ser Medium quando eu começei a entender as coisas, desde bem pequeno. Sou mais sensitivel e já vi uma vez (so que e muito raro) eu tenho muito medo porque depende do local e muito forte e quando leio, falo, escuto sobre o tema me arrepio todo e fico com mania de q tem alguem me observando, mas isso ocorre sempre com medo ou sem. Ultimamente não sinto quase nada, mas tbm nunca tentei trabalhar a minha sensibilidade. minha mae tbm tem o lado da Mediumnidade forte, ela me relata ver-los. Estou muito confuso com tudo.

  20. tenho 33 anos e des dos meus dezoito anos mais ou menos,tenho algumas esperiencias em minha vida que eu n endento,acontereram,de ouvir vozes,comversas de vultos que eu nunca consegui,enterder como sse fosse em outra lingua,estar acordada,e me ver sair do meu corpo,tudo isso e apavorante pra mim,mas havia algum tempo que isso n acontecia.Mas ao chegar perto da minha sogra tenho sentido muitas coisas,vejo vultos e sinto presenças que n sei descrever,passo mal a ponto de quase desmaiar,o que fazer.

  21. ana gonçalves disse:

    caros amigos não se alegrem em serem médiuns, pois tudo isso parece bom mas o fim é a morte.Nenhum de de nós deve comunicar com o espíritos(demónios), Procurem conhecer a biblia eJesus como Ele libertou o seu humano do diabo, e só em Nome e Jesus o ser humano pode ser libertou, aconselho a verem o testemunho de Vilma Laudelino de Souza uma amiga minha liberta.
    Bjos

  22. Maravilhoso esclarecedor, facino com estudo sobre mediunidade e energias, agradeco e quero sim receber mas informacoes…

  23. Simone disse:

    Identifiquei-me com a resposta da pergunta “o que é meiunidade?”, entendi claramente e sinto desta forma. Obrigada por esclarecer.

    Namastê

E você, o que está pensando?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s